31 de janeiro de 2012

A ousadia do corte Channel - Cassiano Pellenz








Pode cortar, mas não curto, deve ser uma das frases mais ouvidas por cabeleireiros de todo o Brasil. E deve só estar atrás de corte só as pontinhas. Mas a tendência é uma mudança no olhar feminino para o que transmite o corte curto em uma mulher que tem em mente a ousadia, natural dos jovens.

Engana-se quem acha que cortes curtos são para mulheres mais velhas. É que geralmente com a bagagem que elas acumulam, percebem com sensibilidade e razão que o corte channel e outros curtíssimos tem seus mistérios, poderes e elegância.

O corte Channel surgiu na década de 20, quando as mulheres após a primeira guerra mundial foram substituir os homens no trabalho, com a estilista Coco Channel, reinventando a moda e dando a mulher certas liberdades que até então não tinham. É nesta década que a mulher conquista seu espaço e que as máquinas das fábricas matam enumeras delas por terem cabelos compridos e ficarem presas em esteiras. Sem tempo para muitos cuidados com o cabelo, o curto também se tornou prático.

“Channel, se preparava para uma ópera, quando o aquecedor do banheiro estourou, queimou-lhe as pontas dos cabelos e com pressa ela mesma cortou, o que até hoje é símbolo de modernidade e sofisticação para mulheres do mundo todo.” Louise Brooks foi uma musa da época, desejo peculiar de muitos homens, fazendo papeis rebeldes e morena.A volta do channel do Brasil se deve ao estilista Neandro Ferreira que foi quem caracterizou a atriz Mayana Moura para estrelar no papel de Melina na novela Passione da Rede Gobo. Melina foi a capa de todas as revistas de moda e cabelo, e se hoje observarmos na rua, existem muitas mais ousadas, que perceberam o quanto é bonito, sofisticado, sexy e moderno o corte mais falado do mundo.

Então, se você acha que seu rosto é grande demais, redondo demais, mas quer mudar, ficar mais ousada, procure um expert, um visagista, alguém que possa interferir na sua busca e mostrar um caminho para o channel, um pouco mais comprido talvez…

Cako Penteados

Nenhum comentário: